segunda-feira, junho 19, 2006

Bublé - You and I



Avesso à mudança tropecei no Amor.
Agarrei-me, então, firme à esperança,
que avivada a lembrança
Retomasses o rubor.

Mas, sem olhos no coração
Para veres quem te admira,
Recusas,
e não me esticas a mão.

Conheço agora PERDER.

Usei a palavra alguma vezes,
Sem me aperceber
Da profundidade que indica,
E do vazio que explica
O quanto me está a doer.

Dor que faz esquecer o prazer,
E que mata, com temor, a sede de te ter...
Como antídoto deste morrer.

Esquece a identidade que ousou amar,
O órgão perdido nesse corpo quente,
Alma presente no coração em saudade,
Querido amor.
Querido Apagar.

Mente a si mesmo o verbo gostar
Quando se apaixona pela perda.

E não cede fácil à dúvida, que
Insistente, toma o lugar
Da Merda que é sentir sem
O Teu gostar,
A acompanhar.

1 comentário:

A João disse...

Quanto ao teu post, nem sei o que dizer.

Mas gostei da mudança de visual do teu Blog.

Jinhos e Felicidades