quarta-feira, dezembro 20, 2006

Raiva.

Odeio-te.
Tiraste-me tudo.
Começas por A. Terminas... comigo.

Não me lês, antes pudesses. Nem ouves.
Dir-te-ia berrando "Eu não sou assim!".
Viravas os olhos, se os tivesses.
E tocas-me no ombro e não te encontro.
Mexes-me nas coisas que procuro, no toque que não está lá. Eu deixei-o aí!
1 a 0 insanidade.
Ficcionas escolhas, e obrigas-me a decidir.
Apenas existo no espaço, enquanto me enganas com a percepção.
Dói-me como há muito.... não.
Não durmo.
E o silêncio, e o nunca mais, e o nunca mais, e o nunca mais, e o nunca mais...
Repetido.
Confirmado.
Reafirmado.
Não Quero mais....
Nunca mais...
Sozinho.

12 comentários:

Filipa Gomes Henriques disse...

Precisamos de falar?

Anónimo disse...

Não estás sózinho.

Tens Familia, tens Amigos...

Infelizmente há quem não tenha MESMO ALGUÉM e dependem da BOA VONTADE de quem passa por eles.

Olharcritico disse...

podemos ser, por vezes egoístas....
O AMOR, ou a falta dele, raramente o são....

Estou acompanhado,sim....
Mas e se a pessoa que queremos ao nosso lado, não quer?

Anónimo disse...

Se essa pessoa não te quer, é por que ela não é a pessoa indicada para ti.
Para ser Feliz no Amor tem de se Amar e Ser Amado de igual forma, se é só um a Amar, ou Ama de forma diferente... não resulta.

Dizem que o sofrimento nos faz crescer… não sei.

Mas fez-me ver que tenho pessoas que Gostam de Mim e me querem Bem, e isso dá me força para continuar a Viver.

Um dia vais encontrar alguém que te mereça e te faça muuuito Feliz!

Beijinhos e um FELIZ ANO de 2007, com TUDO DE BOM!

Henrique Gomes disse...

obrigado...

MM disse...

Há algo de profundamente belo nas tuas tristes palavras.

Anónimo disse...

Será “Apenas” uma Ilusão?

Pois é... Tanto se fala de AMOR!...
Mas sem mais nem menos,
Depressa se esquece aquele ou aquela, que julgávamos ser o "Dono" ou "Dona" do nosso coração, durante MÊSES ou ANOS!...
Há quem diga que o AMOR é uma "Obsessão", há quem diga que o Amor é uma "Ilusão"...
Não sei.
Por vezes tenho uma ESPERANÇA ENORME de encontrar o AMOR da minha VIDA… outras… julgo que “Isso” já não existe ou está em extinção…

(Maria João-Blog Ilusionismo)

Pearl disse...

uauuuuuuuuuuuuu

M J C disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
M J C disse...

Tenho de te agradecer "esta tua RAIVA", que tinha TUDO a ver com a minha Vida.
Não a apresentei no espectáculo de final de ano, mas garanto-te que trabalhei muito "nela".
E por que não a apresentei?
Pelo facto de tanto a trabalhar deixei simplesmente de a sentir.
Da Raiva que sentia, cada vez que a trabalhava, deu lugar ao AMOR. A um Amor cada vez MAIOR e mais Belo. O Amor pela Arte do Palco, o Amor por fazer as pessoas felizes, o Amor por conseguir fazer rir, em vez de chorarem e pensarem nas "Raivas" que a Vida lhes faz sentir.
Espero que me perdoes, pois "a Tua Raiva", deu lugar aos “Versos que te fiz”, de Florbela Espanca.

Beijinhos
Da João

PS: devido ao adiantado da hora, acabei por apagar sem crer esta mensagem, mas já cá está "DjInovo"!

Maria João Coelho disse...

Meu querido,
Hoje fiquei a saber, que os poemas, nem sempre têm rimas!...

E eu a pensar que o facto de "rimar" era caracteristica para ser um poema!...

Sempre aprendendo!...
:-)

A Coelha disse...

Meu Querido,
Hoje estou muiiito Feliz!
Sempre é verdade o que dizem por aí: Que a Felicidade está DENTRO DE NÓS.
É verdade.
Se conseguirmos ser Felizes mais fácilmente conseguiremos fazer felizes quem Amamos.
Amar muiiito sim, a quem amamos, mas não deixer de nos amarmos a nós proprioos também.
Um Enorme beijo e por favor. sê FELIZ!

MJC